A_gestao_de_recursos_humano_na_Argentina

Autor: Ministerio da Saúde da Argentina

Data de publicação: Novembro 2015

Resumo: “A Gestão de Recursos Humanos em Saúde na Argentina. Uma estratégia de consenso” é um livro de gestores para gestores, por meio do qual procura-se compartilhar os processos reflexivos e as estratégias de gestão de políticas de recursos humanos estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pelo Conselho Federal de Saúde, entre 2008 e 2015.

Leia a publicação: http://zip.net/bctf6J

Autores: Ministerio de Salud de la Nación
Fecha de publicación: Noviembre 2015
Resumen: Esta publicación documenta el trabajo de muchas personas. Y, concebida en, y desde, el campo de recursos humanos de salud, está dirigida a otras personas que trabajan cotidianamente para que más personas se formen y cuiden la salud de todos en Argentina. Es un libro de gestores para gestores, a través del cual, desde la Dirección Nacional de Capital Humano y Salud Ocupacional, se intenta compartir los procesos reflexivos y las estrategias de gestión de las políticas de recursos humanos fijadas por el Ministerio de Salud de la Nación y el Consejo Federal de Salud entre los años 2008 y 2015.

Fonte: Observatorio Federal de Recursos Humanos en Salud – Argentina

Autores: Ministerio de Salud de la Nación

Fecha de publicación: Noviembre 2015

Resumen: Esta publicación documenta el trabajo de muchas personas. Y, concebida en, y desde, el campo de recursos humanos de salud, está dirigida a otras personas que trabajan cotidianamente para que más personas se formen y cuiden la salud de todos en Argentina. Es un libro de gestores para gestores, a través del cual, desde la Dirección Nacional de Capital Humano y Salud Ocupacional, se intenta compartir los procesos reflexivos y las estrategias de gestión de las políticas de recursos humanos fijadas por el Ministerio de Salud de la Nación y el Consejo Federal de Salud entre los años 2008 y 2015.

Descargar documento: http://zip.net/bctf6J

For the first time in a decade, the world’s leading global health organization is searching for a new leader.
The World Health Organization announced late last week that the process to replace its director general, Dr. Margaret Chan, has officially begun. Several names are reportedly already in the hat, including former health ministers from Ethiopia and France.
Pela primeira vez em uma década, a principal organização mundial de saúde do mundo está à procura de um novo líder.
A Organização Mundial da Saúde anunciou na semana passada que começou oficialmente o processo para substituir a sua diretora-geral, Dra. Margaret Chan.
Vários nomes já são cogitados, incluindo ex-ministros da Saúde da Etiópia e da França.
For the first time in a decade, the world’s leading global health organization is searching for a new leader.
The World Health Organization announced late last week that the process to replace its director general, Dr. Margaret Chan, has officially begun. Several names are reportedly already in the hat, including former health ministers from Ethiopia and France.

Saúde nas Américas: Brasil

quinta-feira, abril 28, 2016@ 12:48 PM

saude_nas_americas

Saúde nas Américas é o relatório oficial atualizado que a Repartição Sanitária Pan-Americana apresenta à 28.ª Conferência Sanitária Pan-Americana sobre a situação da saúde, seus determinantes e as tendências na Região das Américas durante o período 2006-2010. Saiba mais e acesse o relatório:  http://www.rets.epsjv.fiocruz.br/biblioteca/saude-nas-americas-brasil. Fonte: http://www.rets.epsjv.fiocruz.br/

Planejamento_e_gestao_paises_andinos

http://www.observatoriorh.org/?q=node/774

Fonte / fuente: Observatorio Regional de Recursos Humanos de Salud

Registro_nacional_pessoal_saude

Download: http://observatorio.inforhus.gob.pe/publicaciones/bibliograficos/libro22/polifoliar_2015.pdf

Veja outras publicações / Visite la sección publicaciones: http://observatorio.inforhus.gob.pe/direccion/bibliografica.html

Fonte / Fuente: Observatorio de Recursos Humanos en Salud – Perú

http://observatorio.inforhus.gob.pe/direccion/index.html

http://observatorio.inforhus.gob.pe/…/l…/polifoliar_2015.pdf
Veja outras publicações: http://observatorio.inforhus.gob.pe/dire…/bibliografica.html
Fonte: Observatorio de Recursos Humanos en Salud – Perú
http://observatorio.inforhus.gob.pe/direccion/index.html

compendio_estatistico

Descarga: http://observatorio.inforhus.gob.pe/publicaciones/bibliograficos/libro23/compendio_2015.pdf
Visite la sección publicaciones: http://observatorio.inforhus.gob.pe/direccion/bibliografica.html
Fuente: Observatorio de Recursos Humanos en Salud – Perú
http://observatorio.inforhus.gob.pe/direccion/index.html
Mais publicações / Visite la sección publicaciones: http://observatorio.inforhus.gob.pe/direccion/bibliografica.html

Fonte / Fuente: Observatorio de Recursos Humanos en Salud – Perú
Foi publicado, no número especial da Revista da Escola de Enfermagem da USP volume 49, o artigo “Instrumento de medida de carga de trabalho dos profissionais de Saúde na Atenção Primária: desenvolvimento e validação”.
O trabalho, disponível no link http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=0080-623420150008&lng=pt&nrm=iso , envolveu a Estação de Trabalho IMS/UERJ da Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde e a Universidade de São Paulo.
O objetivo do estudo foi propor e validar um instrumento que contemple as intervenções/atividades realizadas pela equipe de saúde da família, como referência para o planejamento da força de trabalho.
Foi publicado, no número especial da Revista da Escola de Enfermagem da USP volume 49, o artigo “Instrumento de medida de carga de trabalho dos profissionais de Saúde na Atenção Primária: desenvolvimento e validação” (autores: Bonfim, Daiana; Pereira, Maria José Bistafa; Pierantoni, Celia Regina; Haddad, Ana Estela; Gaidzinski, Raquel Rapone).
O trabalho envolveu a Estação de Trabalho IMS/UERJ da Rede Observatório de Recursos Humanos em Saúde e a Universidade de São Paulo. O objetivo do estudo foi propor e validar um instrumento que contemple as intervenções/atividades realizadas pela equipe de saúde da família, como referência para o planejamento da força de trabalho.
O resumo do artigo está disponível em português, inglês e espanhol e o texto completo pode ser acessado em português ou inglês.
Acesse a revista: http://migre.me/tfdax
Acesse o texto em português: http://migre.me/tfdch

The article “Tool to measure workload of health professionals in Primary Health Care: development and validation ” has just been published in “Nursing School Journal” (‘Revista da Escola de Enfermagem da USP’, original title), volume 49.  The authors are: Bonfim, Daiana; Pereira, Maria José Bistafa; Pierantoni, Celia Regina; Haddad, Ana Estela; Gaidzinski, Raquel Rapone.
The work involved the Workstation of the Human Resources for Health Observatory Network – Social Medicine Institute (IMS) – University of the State of Rio de Janeiro and the University of São Paulo, Brazil.
The objective of the study was to develop and validate an instrument that addresses the interventions/activities carried out by the family health team as reference for staff planning.
The abstract of the article is available in Portuguese, English and Spanish and the full text can be read in Portuguese or English.
Link to the journal: http://migre.me/tfdax
Link to the full article in English: http://migre.me/tfdYu

basic_indicators

A publicação “Indicadores Básicos 2015″, da OPAS/OMS, apresenta as informações mais recentes sobre características demográficas e socioeconômicas dos indicadores básicos de saúde, bem como sobre o estado de saúde e de serviços em nível nacional e sub-regional das Américas.

Acesse aqui


The PAHO/WHO “Basic Indicators 2015” presents the latest information available of core health indicators on demographic, socioeconomic characteristics as well as the health status and services at national and sub-regional level of the Americas.  Link: http://www.rets.epsjv.fiocruz.br/sites/default/files/arquivos/biblioteca/2015-cha-basic-indicators.pdf

MDG_SDG_2015_thumbnail

Saúde em 2015: dos ODM aos ODS (disponível em inglês) identifica os principais motores do progresso na saúde no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), da Organização das Nações Unidas (ONU). A publicação estabelece ações que os países e a comunidade internacional devem priorizar para alcançar os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que entram em vigor no dia 1 de janeiro de 2016.

Acesse: http://www.who.int/gho/publications/mdgs-sdgs/en/

In 2015 the Millennium Development Goals (MDGs) come to the end of their term, and a post-2015 agenda, comprising 17 Sustainable Development Goals (SDGs), takes their place. This WHO report looks back 15 years at the trends and positive forces during the MDG era and assesses the main challenges that will affect health in the coming 15 years.

More: http://www.who.int/gho/publications/mdgs-sdgs/en/